Adoração ao Santíssimo Sacramento

Participando de uma escola de evangelização em Niterói, me foi dada a oportunidade de rezar sozinho bem junto ao Santíssimo exposto. Meu rosto estava a um palmo do ostensório com a hóstia consagrada. Com o olhar mergulhado na alvura daquele pão comecei a oração. Me sentia movido a dirigir-me ao Pai e estando diante de Jesus sacramentado pensei assim: seria muito bom se eu pudesse ver o Pai assim como estou vendo o Senhor Jesus. Mal havia concluído o pensamento e heis que surge dentro de mim como uma luz que clareai um quarto escuro, a palavra do próprio Senhor que o Espirito Santo, doce hospede da alma, fazia ecoar em todo meu interior.

O Amado me disse :

-- "Quem me vê, vê ao Pai!".

Surpreendido diante de um Deus que ouve meus pensamentos e me fala como um homem fala a outro homem, só me coube prostrar de gratidão diante do Deus vivo. Como a pecadora perdoada, minha alma precisou lavar com lagrimas os pés deste Senhor que me alcança e me redime. Glória a Jesus na hóstia santa! Invadido pela alegria que vem desta loucura da fé vivida, vendo o Pai ao olhar para o Filho, falei como nunca antes: "Pai nosso que estais no céu, santificado seja o vosso nome ..."

Noutra ocasião, fui visitar o Santíssimo na capela de Nossa Senhora do Bom Parto, no centro do Rio. Contemplando o mistério daquele pão todo cheio de Deus nas suas mínimas partículas senti inveja. Me queixei ao Senhor rezando assim :

-- "Este pão é mais feliz do que eu pois em todo ele Tu estas mas sei que ha partes do meu ser tomadas pelo pecado onde não estas."

Ainda estava absorvido com esta cogitação e heis que uma doçura me invade e o Senhor me responde: --

"Estou no pão só enquanto ele durar e é curta a duração, em ti estarei por toda eternidade."

Repleto de alegria e contentamento pude dizer:

-- "Sim, meu Senhor, reconheço, sou mais feliz que o pão, muito mais feliz."

Dentre muitos outros diálogos com o Senhor, estes dois estão particularmente vívidos na minha lembrança. São um testemunho de que o Senhor quer falar conosco especialmente a partir do Santíssimo.

A quem quer que se dê ao trabalho de procurá-lo Ele acolhe e fala com cada um de maneira muito particular. Comigo tem sido assim, com poucas palavras que atingem profundamente. Com uns ele falará com mais palavras, com outros com menos. Mas mesmo que não se escutem palavras Ele esta ali nos falando e transformando!

Sérgio Vellozo