Efusão do Espírito

Deus faz conosco uma Nova Aliança no Sangue de Jesus. Ele tinha proposto aos homens várias alianças, mas todas num sistema só. Por isso, nós englobamos todas chamando a Antiga Aliança, que é um desenvolvimento da Aliança que ele propôs primeiro a Noé, depois a Abraão, e depois por Moisés. Prometeu também, um coração novo, uma Nova Aliança, em que os homens receberiam um coração novo, um Espírito Novo que o Senhor poria dentro do homem, para que este pudesse obedecer a Deus. Esta Nova Aliança foi feita, não no sangue de animais, mas no Sangue do Filho de Deus, de Jesus. Vemos assim, pela Sagrada Escritura, do início até o fim, que Deus quer se dar ao seu povo. Deus quer se dar a você. Ele quer viver em você, pondo o seu próprio Espírito dentro de você. O Espírito Santo. A promessa que Deus faz a respeito da Nova Aliança, é: "Dar-vo-ei um coração novo e um Espírito novo porei dentro de vós". E ainda: "Porei o meu Espírito em vós e vivereis". Quando recebemos o Espírito de Deus em nós, recebemos também uma nova vida: "e vivereis". Quando não temos o Espírito Santo em nós, a nossa vida é morte, a nossa vida sem o Espírito Santo não vai muito longe. Por isso Jesus diz: "Porei o meu Espírito em vós, e vivereis Aqueles que a Jesus vão, não são só mergulhados na água e lavados dos seus pecados, mas também, submersos, mergulhados no Espírito de Deus, preenchidos do seu amor e do seu poder, como Jesus disse em João 3,5: "Em verdade, em verdade, te digo: se alguém não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus Pelo ato de crer em Jesus, Deus nos dá a vida eterna. Nascemos do Espírito, recebemos o poder de nos tornar filhos de Deus. Em João 3,16, Jesus explica porque: "Deus tanto amou o mundo, que deu o seu filho único, para que todo aquele que nele creia não pereça, mas tenha a vida eterna". Mas o propósito de Deus, não é só que nasçamos do Espírito Santo, mas que sejamos, também, mergulhados no Espírito Santo. Sejamos, envolvidos completamente pelo Espírito Santo, a ponto de transbordar com o seu amor, com a sua vida, com o seu poder. Os discípulos de Jesus, tinham se acostumados já com a presença física de Jesus no meio deles. Quando Jesus anunciou a sua morte, eles se encheram de pesar, de tristeza. Então Jesus lhes disse João 14,16 e 17): "Pedirei ao Pai e ele vos dará um outro conselheiro para ficar sempre convosco, o Espírito da verdade que o mundo não pode receber, porque não o vê e não o conhece. Vós o conheceis, porque ele habita em vós, e estará em vós". Os discípulos tinham conhecido as obras do Espírito Santo, na vida e nas ações no ministério de Jesus. No trabalho também que Jesus lhes havia confiado, de pregar o Evangelho do Reino e curar os enfermos. Enviados, partiram e voltaram a Jesus dizendo: "As coisas realmente aconteceram, como o Senhor disse": Estavam todos contentes. O Espírito Santo tinha estado com eles, realizando obras, através deles. Mas agora, o Senhor promete um passo a mais. Ele promete que o Espírito Santo estaria não ajudando nas obras, não colaborando assim com eles, mas estaria dentro deles. João 14,26 diz: "O Conselheiro, o Espírito Santo, que o meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e trará a vossa memória, tudo o que eu disse". O Espírito Santo é o conselheiro, o advogado. Aquele que falará e agirá em nosso favor. Ele é o Espírito da verdade, que nos ensinará e nos declarará as palavras de Jesus. Assim Deus tinha prometido. "Eu porei o meu Espírito, dentro de vós, e ninguém precisará ensinar o outro, porque todos me conhecerão". Esta é a ação do Espírito Santo, dentro de nós. Ensinando-nos e declarando as palavras de Jesus. Nós precisamos do Espírito Santo de Deus, para acreditar nas palavras de Jesus, para pô-las em nossas vidas. E só o Espírito Santo pode falar essas palavras de Jesus em nosso coração de tal maneira que acreditemos nela. Você pode fazer força para crer nas palavras de Jesus; nunca vai conseguir, senão quando o Espírito Santo as declarar a você. Crer nas palavras de Jesus, é obra do Espírito Santo no seu coração. Se você crê nas palavras de Jesus, pode ficar contente, porque o Espírito Santo está agindo no seu coração. Está vivo em você. E a prova de que o Espírito Santo está dentro de você, agindo em você. O Espírito Santo produz em nós um conhecimento interior. Uma espécie de reconhecimento interior, de que Deus quer dizer aquilo que ele diz. E que ele fará o que ele disse que vai fazer. É uma certeza íntima, uma segurança interior que não é raciocinada, vem das tripas. E um conhecimento entranhado, vem lá do fundo. Diz Jesus, em João 16,14: "Ele me glorificará, pois tomará do que é meu e vo-lo anunciará". Obra do Espírito Santo, em nós. É uma obra de fé, uma obra de ensino, de esclarecimento, de iluminação. Ele vai nos ensinando a ser filhos de Deus. Ele nos vai ensinando a agir como filhos de Deus. Nós jamais poderíamos agir como filhos de Deus, ser filhos de Deus sem a obra do Espírito Santo em nós. Isso, de maneira que transborde. Em João 7,37-39, Jesus disse: "Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crer, em mim, como disse a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva. Com isso, aludia ao Espírito que os que nele criam, iriam receber, pois o Espírito ainda não fora dado, porque Jesus não havia sido glorificado. Desses novos corações que Deus dá aos seus filhos da Nova Aliança, hão de jorrar rios de água viva. O Espírito Santo não vai simplesmente encher nossas vidas. Ele vai jorrar de nós. Ele vai jorrar não como um filetinho d'água, nem mesmo como um grande rio. Ele vai jorrar como rios de águas vivas, rios de amor, rios de vida, de paz, de alegria, de poder, de fé. Rios da vida de Jesus. O Espírito de Jesus não podia ser dado para viver no povo de Deus antes que Jesus tivesse dado a sua vida na Cruz, ressuscitado dos mortos e voltado para o Pai no céu. Ele seria glorificado, receberia a sua glória e aqueles que nele cressem, poderiam, então, receber o Espírito Santo. Por isso, Jesus ressuscitado apareceu aos seus discípulos. Em Atos 1,45, Jesus disse: "Enquanto estava com eles, ordenou-lhes que não saíssem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse, de mim ouvistes, pois João batizou com a água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo dentro de não muitos dias". Ele lhes disse o que isso ia significar para eles, no versículo 8: "Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém e em toda a Judéia e Samaria e até as extremidades da terra". Recebereis poder. Em outro escrito, o Evangelho de São Lucas, lemos: Lucas 24,49- "Eis que vou enviar sobre vós a promessa do meu Pai, mas permanecei na cidade até que sejais revestidos do poder do alto". Revestidos do poder do alto. Viver como filhos da Nova Aliança é viver com o poder de Deus dentro de nós. Não se esqueçam nunca disso. Quem é filho da Nova Aliança tem dentro de si o poder de Deus. E conhecer Deus como Pai, nosso Pai que nos ama e nos protege. Como disse São Paulo em Gaiatas 6-7: "Porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu filho que clama: 'Aba, Pai!' Assim, não és mais escravo e sim filho, mas, se filho também herdeiro por Deus". Quando recebemos o Espírito Santo de Deus e somos feitos filhos de Deus, então, ao mesmo tempo, somos herdeiros de Deus e podemos chamar Deus de nosso Pai. Herdeiros... E muito importante! Em Lucas 11,9-13 Jesus nos disse para pedirmos ao Pai o Espírito Santo e ele nos dará. "Pedi e recebereis, buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á, pois todo que pede, recebe; o que busca, acha; ao que bate, se lhe abrirá. Qual de vós é o pai, que se o filho pede um peixe lhe dá uma serpente ou se pede um ovo lhe dá um escorpião? Se vós, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos; quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo aos que lhe pedirem". Vejam, por essas palavras de Jesus: 1 - Somos convidados a pedir e nos é dada a promessa de que todo o que pede, recebe. 2 - Deus jamais nos dará alguma coisa prejudicial. Se nenhum pai da terra dá uma serpente ou um escorpião ao seu filho que pede um alimento, muito menos o Pai celestial. O Pai jamais dará alguma coisa prejudicial a você. Ele quer nos abençoar e nos dar a vida. Ele quer se dar a nós. Ele não nos quer destruir. 3 - Os pais da terra sabem como tratar bem de seus filhos e como lhes dar boas coisas. As coisas de que necessitam, as coisas que querem. Quando se trata de nosso Pai celestial, ele nos dará o que é bom para nós, muito mais. Os pais da terra têm, no seu coração, uma fagulha do amor paterno de Deus. Eles são um pequeno reflexo do amor paterno de Deus. Não há comparação. Deus é Pai numa infinitude que não podemos imaginar; de forma o que ele quer nos dar sempre é uma coisa muito boa. Ele nos dá sempre o melhor. E o que é o melhor que ele quer nos dar? Ele mesmo. Ele nos dá as coisas materiais, mas o que ele quer nos dar realmente é ele mesmo. Ele quer dar o Espírito Santo àqueles que lho pedem, diz Jesus. Em Gálatas 3,2, São Paulo pergunta: "Recebestes o Espírito por obra da Lei ou por ouvirem a mensagem da fé?" Quer dizer: procurar obedecer os mandamentos de Deus não resulta em ser plenificado do poder, tentar agradar a Deus com os nossos esforços não nos dá o direito de ser plenificado pelo Espírito Santo de Deus. O Espírito Santo de Deus é promessa do Pai segundo Jesus. Você recebe o Espírito Santo, o dom do Pai, ouvindo essa promessa para você, vindo a Jesus, lhe pedindo que encha você com o Espírito Santo, para que esses rios de água viva sejam libertados na sua vida. Ouvimos a promessa; peça ao Senhor e ele lhe dá. Não é pelos nossos esforços, é pela bondade e pela promessa de Deus. Deus lhe dá o Espírito Santo, porque prometeu fazer precisamente isto. Ele prometeu dar o Espírito Santo, e é fiel no cumprimento das suas promessas. Como é que nós podemos receber o Espírito Santo de Deus? 1 - É bom nos prepararmos, procurando não ter nenhuma idéia preconcebida do que seja estar cheio do Espírito Santo, ser batizado com o Espírito Santo. Muita gente é prejudicada, porque fica olhando os outros e ficam achando que deve comportar como os outros. As experiências dos outros são experiências dos outros; são ilustrativas, mas não são obrigatoriamente aquilo que você vai experimentar; de forma que você não deve procurar ser igual aos outros, porque Deus fará uma obra unica e irrepetível, pessoal, na sua vida, que será exatamente adequada a você. Deus criou você segundo um propósito dele e vai fazer de você um filho bem amado dele, segundo esse propósito que ele tem. 2 - Jesus não diz que você precisa de algum dom, de alguma manifestação especial do Espírito para provar que o recebeu. Muita gente, especialmente nossos irmãos protestantes, diz que se não se tem o dom de línguas não se recebeu o Espírito Santo. Jesus não diz isso, ele simplesmente promete: "Pedi e recebereis!" E diz ainda: "Todo aquele que pede, recebe!" Ele não diz: "Todos, menos você!" Ele diz: Todo aquele que pede!" 3 - Muita gente atrapalha a ação do Espírito Santo, porque fica esperando sentir coisas. Não fique esperando sentir coisas. Algumas pessoas têm uma experiência interior, outras pessoas não têm essa experiência interior. Na hora de pedir, muitos sentem alguma coisa, muitos não sentem nada. E depois que vão sentir, paulatinamente. Algumas pessoas são tentadas a duvidar que Deus cumpriu a sua promessa, e deu para outros e não deu para ela. Duvidam que Deus cumpre o que promete e, se não sentiram nada, acham que Deus não deu nada. Jesus não disse que iam sentir alguma coisa. E muitas pessoas ficam se examinando, porque não sentiram nada, para ver se descobrem algum pecado ou alguma coisa que possa ter sido a causa do descontentamento de Deus, e da razão de Deus de não lhes dar o Espírito Santo, quando o problema real é que não acreditaram na fidelidade de Deus em honrar a sua palavra. Muita gente fica esperando sentir alguma coisa para depois acreditar. E o contrário que acontece. A experiência de alguma coisa se segue à fé. A fé vem em primeiro lugar. É porque nós cremos, que vivemos de maneira diferente. De forma que, quando queremos o cumprimento das promessas de Deus em nossas vidas, estamos diante de uma situação, em que não é só questão de pedir, mas também de crer quando pedimos. Pediremos ao Pai essa plenitude do Espírito Santo, mas não peça para ser cheio do Espírito Santo, enquanto não se entregar ao Senhor. E preciso passar pela cruz antes de chegarem Pentecostes. Fizemos esse oferecimento de nossas vidas, de nosso ser ao Senhor. Pediremos para sermos preenchidos do poder do alto. Deus vai nos responder porque ele ama cada um de nós, e dará a você o que ele prometeu através de Jesus. A medida que você vive, você vai perceber momentos em que Deus chama você, mais especialmente, a cruz, de novo. Chama você a um novo arrependimento, a uma nova conversão de sua vida. Quando você sente isso, é bom não demorar em atender o Senhor, porque ele só nos chama a um novo arrependimento porque sabe que nos é necessário. E isso vai preparar o caminho um novo derramamento de seu Espírito em nós. Uma nova libertação de rios de água viva em nós. Os discípulos foram cheios do Espírito Santo pela primeira vez, em Pentecostes (Atos 2). Mas, algum tempo depois, eles estavam juntos de novo e de novo foram cheios do Espírito Santo (4,29). Eles oravam pedindo a Deus: "Concedei aos vossos servos que fa1em a tua palavra com toda segurança, enquanto estendeis as mãos para curar e fazer todos os sinais e maravilhas pelo nome do vosso Santo servo Jesus. E tendo eles, assim orado, tremeu o lugar onde se achavam reunivos, foram todos cheios do Espírito Santo e falavam a palavra de Deus com segurança". Eles foram cheios de novo do Espírito Santo. E como aconteceu com esses primeiros discípulos, esses rios de águas vivas precisam ficar fluindo, constantemente, em nossas vidas. Deus quer que esses rios estejam constantemente libertados para nos capacitar a viver como filhos de Deus, a amar como filhos de Deus, a servir como filhos de Deus, a crer corno filhos de Deus. Sem esses rios de águas vivas em nós, nada disso é possível. A frase que vocês vão colocar nos seus corações é esta: "Porei meu Espírito em vós e vivereis!"

ORAÇÃO

Pai Santo! Nós cremos em vós. Nós cremos nas palavras que nos dissestes por vosso Filho Jesus, Nosso Senhor. Nós cremos que quereis nos dar continuamente rios de águas vivas, rios da vida de Jesus em nós. Nós cremos que vós quereis fazer de cada um de nós, vossos filhos, pela ação de vosso Espírito Santo. Nós cremos que, sem vosso Espírito Santo, nada disso será possível. Por isso, nós vos pedimos que prepareis nossos corações para que possamos receber, em plenitude, os vossos dons, a vossa promessa de novo, de uma maneira nova, para a nova realização vossa em nossas vidas, e através de nós. Em nome de Jesus, Pai!Nós vos agradecemos e vos bendizemos! Sede glorificado para todo sempre. Glória a vós, Senhor! Amém! Amém.

Dom Cipriano Chagas